Extremista ao Extremo

terrorismo poético

 

Extremidade do extremo leste europeu,
Extremista ao extremo
Expurgado por estar
sempre exercitando o externo
Mas nunca fortalecendo o interno.

Inferno astral,
enfermo de viver sem saber o que.
Estado de espírito quase sem estado
Viagem que parece sem volta
Volta que parece viagem

Luto.
Brigo pelo que creio, mas LUTO
e choro pelo que se foi.
Extremista que chora por luto ?
Ou extremista que luta por choro ?

Vaga em uma luz
que insiste em brilhar no fim de um túnel
Nem sei que túnel é esse
Mas ainda vejo a luz
E vou entrar no trem.

Volto pra viagem da vida
A vida volta a passar
Vejo apenas vultos
Que passam pela janela
Sinto apenas revolta de não ter feito tudo.

Desabafo de um revolucionário
Que aos poucos se liberta
Mas que consciente.
Para e pensa :
“Extremista ao extremo, sempre se estripa.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s